24 de jul de 2017

Assembleia Legislativa Pede Retração De Procuradora-Geral Do TCM

Em pronunciamento na Corte, ao registrar seu desacordo com o fim do Tribunal, Leilyanne Feitosa mostrou indignação “com a classe política deste Estado, com os moleques que dizem ser representantes”
O

deputado estadual Fernando Hugo, presidente da Procuradoria Parlamentar da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, exigiu a retratação e ou explicação por parte da procuradora-geral do Tribunal de Contas dos Municípios, Leilyanne Feitosa.

Em pronunciamento na Corte, ao registrar seu desacordo com o fim do TCM, Leilyanne mostrou indignação “com a classe política deste Estado, com os moleques que dizem ser representantes”.
O pedido de retratação foi assinado por Fernando Hugo, mas quem o provocou para que tomasse a atitude foram os deputados Audic Mota, Julinho, Dr. Santa, Bethrosa e Ferreira Aragão.
Leilyanne não citou nomes, mas teve gente que vestiu fácil a carapuça.

http://cearanews7.com

(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )

Ivo Gomes (PDT) Critica Trabalho Do Raio Em Sobral e Diz Que Abordagens Humilham Jovens

Prefeito diz que um dos fatores que contribuem para a violência entre a juventude “é o modo como a Polícia trabalha, de forma discriminatória contra jovens pretos e pobres”

O
prefeito do Município de Sobral, Ivo Gomes (PDT), irmão do ex-governador Cid Gomes e do ministro Ciro Gomes, criticou duramente o trabalho da Polícia Militar do Ceará e, especialmente, do Batalhão Raio, o carro-chefe da Segurança Pública da gestão do governador Camilo Santana. “Eu não concordo com a forma como o Raio aborda a juventude de Sobral. Eu sou testemunha, com meus olhos que a terra há de comer”.

Ele se referia a uma abordagem de rotina que policiais militares fizeram a alguns jovens durante um festival de quadrilha junina que  aconteceu naquela cidade no último fim de semana, cujo evento ocorreu sem nenhum incidente por conta do trabalho da PM no local.
Para Ivo, no entanto, a forma como os PMs trabalham na cidade da qual ele é prefeito incentiva a violência.  Para ele, uma das causas da juventude entrar na marginalidade e cometer atos de violência “é a forma discriminatória e humilhante como eles (os jovens) são tratados diariamente pelas forças policiais, por eles serem pobres e pretos”.
O prefeito acabou por disparar farpas na principal linha da política de segurança do governador Camilo Santana, aliado dos Ferreira Gomes.  Santana defendeu desde a sua campanha para o governo a ampliação do Raio em todo o Estado e cumpriu a promessa espalhando este modelo de  policiamento motorizado pelo Interior, e não foi por coincidência que Sobral acabou sendo a primeira cidade do Interior cearense a receber o Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), ainda em outubro de 2015.
Festa em Sobral
O lançamento do Raio em Sobral foi festejado e teve a presença de várias autoridades, entre elas,  o próprio Camilo Santana, o ex-governador Cid Gomes, o então prefeito Veveu Arruda e sua mulher a  vice-governadora do estado, professora Isolda Cela, que é a coordenadora do programa “Ceará Pacífico”.
Recentemente, Camilo Santana fez mais uma promessa: a implantação de unidades do BPRaio  em todas as cidades do sertão cearense com população igual ou acima de 50 mil habitantes até dezembro de 2018.

COMO LULA, GLEISI PODERÁ ESTAR PRESA NA CAMPANHA ELEITORAL DE 2018

GLEISI PODE SER CONDENADA E PRESA ANTES DA ELEIÇÃO. LULA TAMBÉM.

Além do ex-presidente Lula, caso a instância superior confirme a sentença do juiz federal Sérgio Moro, também a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), poderá chegar à campanha de 2018 atrás das grades. Ela é ré em ação em que é acusada de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O processo contra Gleisi pode ser julgado ainda este ano pelo Supremo Tribunal Federal (STF). 
O STF foi unânime ao aceitar denúncia por corrupção. Gleisi recebeu R$1 milhão da roubalheira à Petrobras para sua campanha, em 2010.
Se Gleisi Hoffmann for condenada, o STF deve também cassar e declarar vago o seu mandato, e manda-la para a prisão.
Gleisi responde pelos mesmos crimes que condenaram Lula a 9 anos e meio de prisão: corrupção e lavagem de dinheiro.
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, em geral leva 180 dias para julgar recursos da Lava Jato.
(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )

23 de jul de 2017

Técnica Brasileira Inédita Recupera Audição De Pacientes


Uma técnica cirúrgica inédita no Brasil tem recuperado a audição de pacientes. Quatro já foram submetidos à cirurgia para colocar implante de prótese auditiva ancorada no osso, que é coberta pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os procedimentos foram realizados no Hospital das Clínicas Universidade de São Paulo (USP), no câmpus de Ribeirão Preto, por meio de técnica considerada revolucionária, nascida na Dinamarca e que jáé usada em pelo menos 25 países. "A técnica, minimamente invasiva, é inédita no Brasil e em toda a América Latina. Em até 15 minutos é possível colocar o implante auditivo", explica o médico otorrinolaringologista Miguel Hyppólito, responsável pelas cirurgias. Segundo ele, a cirurgia é feita em regime ambulatorial, onde o paciente é apenas sedado e tem a possibilidade de ir para casa no mesmo dia. "Estou muito feliz porque agora vou poder realizar meu sonho de voltar a estudar", conta Fábio José da Brito, de 33 anos, que nasceu com perda auditiva e foi um dos pacientes operados. Ele diz que tentava estudar, mas não entendia o que a professora falava. Como tinha muita vergonha, isso o fez cursar só o 1.º ano do ensino fundamental. "Agora é grande a expectativa de poder voltar à sala de aula." O procedimento consiste em fixar um implante de titânio na calota craniana, atrás da orelha. Podem se beneficiar da novidade pessoas com perda auditiva decorrente de problemas na orelha externa e com surdez média ou unilateral, incluindo, crianças. O dispositivo transmite o som por condução óssea, em vez da aérea, usada por pessoas com audição normal. Para isso, um processador capta as ondas sonoras, transforma em vibrações e transmite diretamente para o ouvido interno. "As pessoas acham que você não está dando atenção a elas. Mas, na verdades, você não entende o que elas falam", explica a advogada Andrea Cristina Zaninelo, de 34 anos, outra que fez a cirurgia por ter problema de surdez parcial. Aos 22 anos, ela sofreu uma doença respiratória que afetou a sua audição e, antes de instalar o novo sistema, passou por um teste. "Você passa a ouvir coisas simples que nem imaginava que existiam, como o motor da geladeira."O médico otorrinolaringologista Hyppólito afirma que em alguns casos o paciente pode ficar com a audição próxima à normalidade. "A audição realmente pode melhorar muito." O aparelho é composto por um implante de titânio de 3 ou 4 milímetros, além de um pilar, que fica junto à pele, e um processador de som que se encaixa a ele. O dispositivo pode ser removido para dormir ou tomar banho.
(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )

Presidente Temer Editou Decreto Desburocratizando Uma Série De Procedimentos

Desde o dia 18/7/2017 nenhum órgão público pode exigir mais dos cidadãos:
1 – Autenticação em cópia de documentos
2 – Reconhecimento de firma em documentos
3 – Cópia de um comprovante que esteja na base de dados de outro órgão de governo.
Esse último é o mais inovador. Passou a valer o princípio da Boa Fé do cidadão.
Assim, se um órgão exige, por exemplo, o comprovante da última votação, que está na base do TSE, uma certidão de quitação de tributos, que está na base da Receita Federal, ou cópia da Habilitação para dirigir, que está na base do DENATRAN e o cidadão não tem disponível no momento ele não precisa mais se deslocar até aqueles órgãos para obter esses documentos. Basta fazer uma declaração de próprio punho no local e entregar que está valendo. A obrigação de buscar o documento, caso realmente seja necessário, agora é do órgão solicitante, que pode implantar soluções eletrônicas para facilitar essa tarefa.
(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )

Polícia Militar Prende Tiago Peixoto (PR), Vereador De General Sampaio


A Polícia Militar prendeu, na madrugada deste sábado,( 22), Tiago Nunes Peixoto Gomes (PR), vereador do município de General Sampaio.
O vereador foi acusado de embriagues ao volante e desacato aos policiais. Tiago dirigia em alta velocidade e foi abordado por uma equipe da PM após denuncia da população durante a madrugada.
Inconformado com a prisão em flagrante, o vereador chamou a polícia para briga e continuou com os insultos, tendo chamado de “bandido, palhaço, filhos da puta, polícia vagabunda”, os policias militares que efetuaram a  prisão.
Acompanhe no vídeo a seguir o momento da ação militar:

(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )

22 de jul de 2017

A 'Delação Premiada' De Maria Do Rosário


Maria do Rosário (PT) depôs há algumas semanas na Polícia Federal sobre a suspeita de recebimento de caixa dois, a partir da delação da Odebrecht. 

(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )

Subprefeitura Será Criada Em Jericoacoara


O Governo Municipal de Jijoca de Jericoacoara deverá expandir sua administração e criar uma subprefeitura na Vila de Jericoacoara, e nomear um gestor para administrar a vila, o qual ficará subordinado ao prefeito municipal.

Com a subprefeitura, o prefeito Lindberg Martins (SD) deseja colocar a administração municipal mais presente na Vila de Jericoacoara, que com o crescimento no número de visitantes, acabam surgindo problemas como na coleta de lixo, saneamento, abastecimento d'água, organização do trânsito, do comércio local e da segurança.


A ação do gestor jijoquense, deixa mais clara, que não será fácil o Governo do Estado e o ICMBio realizar a concessão do Parque Nacional de Jericoacoara. Um possível acordo de cooperação para implementar modificações não é bem vindo para os nativos.

Via O Acaraú
Foto: Reprodução
(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )

ISENTADO, JUCÁ PODERÁ VOLTAR AO PLANEJAMENTO

SENADOR É ISENTADO DAS ACUSAÇÕES QUE O TIRARAM DO PLANEJAMENTO

Após a Polícia Federal o isentar da acusação de obstruir a Justiça, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), líder do governo, pode retornar ao cargo de ministro Planejamento, caso deseje e o presidente Michel Temer o convide. Com base nessa suspeita, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a prisão (que foi negada) de Jucá, Renan Calheiros (AL) e do ex-presidente José Sarney, do PMDB. 
A acusação foi baseada em gravações de Sérgio Machado, que Renan manteve por 11 anos chefiando a Transpetro, subsidiária da Petrobras.
No inquérito, a PF recomenda inclusive que, por mentiroso, Sérgio Machado deveria perder a liberdade garantida pelo acordo de delação.
Sérgio Machado gravou uma conversa com José Sarney quando o ex-senador ainda se restabelecia de cirurgia, em um hospital paulista.
Assim como Joesley et caterva, Sérgio Machado não teve de enfrentar um só dia de prisão. Vive desde então no bem-bom de Fortaleza.
(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )

21 de jul de 2017

Lava Jato Cria Força-Tarefa Em SP Para Investigar Lula, Haddad e Genoíno

Grupo formado por 4 procuradores da República lidará com 14 inquéritos a reboque da delação da Odebrecht. Thaméa Danelon já é conhecida por sua campanha pelas 10 medidas anticorrupção e admiração à Lava Jato de Curitiba

A Procuradoria da República em São Paulo conseguiu autorização de Rodrigo Janot, chefe do Ministério Público Federal, para criar uma força-tarefa com o objetivo de investigar supostos crimes relatados na delação da Odebrecht. Quatro procuradores - entre eles, Thaméa Danelon (foto) - serão responsáveis por 14 inquéritos, sendo que 2 são contra Lula, 1 contra Fernando Haddad, 1 contra José Genoíno e mais 1 contra Alexandre Padilha.
 
Contra tucano graúdo, só figura na lista da força-tarefa divulgada pela Folha, nesta sexta (21), um caso relacionado a José Serra, sobre pagamento de propina nas obras da linha 2 do Metrô. Foram citados também Edson Aparecido, Barros Munhoz, José Aníbal e Ricardo Franco Montoro, todos em inquérito sobre caixa 2.
 
Lula, ao que tudo indica, será indiciado por ter recebido benefícios para si e familiares em troca de favores a Odebrecht. Os inquéritos serão sobre o relato de que seu irmão, José Ferreira da Silva, mais conhecido como Frei Chico, recebia uma mesada da Odebrecht desde o primeiro mandato do ex-presidente petista. Além disso, a relação da Odebrecht com a empresa de Luis Cláudio Lula da Silva, que trabalha com campeonato de futebol americano, também será investigada.
 
Sobre Haddad, os procuradores pretendem apurar demúncia de que houve caixa 2 na eleição de 2012. Padilha, que foi candidato ao governo de São Paulo em 2014, também terá inquérito sobre doações irregulares.
 
José Genoíno, por sua vez, será investigado por caixa 2 na campanha de 2010. O GGN mostrou, em abril, que foi com base em uma delação que, gravada em vídeo, durou apenas 3 minutos e 35 segundos, que Janot pediu a abertura de um inquérito.
 
 
A petição 6698 sinaliza que o petista aceitou doação eleitoral da Odebrecht, em 2010, no valor de R$ 30 mil e, além disso, teria recebido mais R$ 15 mil das mãos de Alexandrino Alencar, como parte de uma ação "piedosa" do delator e do "próprio Emílio Odebrecht", que ficaram sensibilizados com a situação de Genoino após o Mensalão. Nos dois casos, porém, delatores negaram "contrapartidas".
 
Enquanto essa delação virou prioridade da força-tarefa da Lava Jato em São Paulo, casos como os R$ 23 milhões para José Serra com participação de Paulo Preto e outros ex-agentes do Estado sem foro não têm destino claro.
 
ENQUANTO ISSO...
 
O pedido de Janot para que Geraldo Alckmin seja investigado após as delações da Odebrecht foram para o Superior Tribunal de Justiça e não há resposta até o momento. À Lava Jato, um executivo da Odebrecht disse que Alckmin recebeu R$ 10 milhões em doações ilegais em 2010 e 2014. Parte do caixa 2 estaria ligado a obras da Sabesp.
 
A delação da Lava Jato rendeu um total de 29 pedidos de investigações feito pela equipe de Janot e remetidos a São Paulo, em virtude da falta de foro privilegiado dos investigados.
 
Destas 29 petições, uma foi declinada ao Ministério Público Estadual por envolver corrupção na Secretaria Estadual da Fazenda, 12 foram encaminhadas a procuradorias em municípios no interior do Estado, duas distribuídas a procuradores na capital, e as 14 restantes estão tramitando sob responsabilidade da força-tarefa.
 
Ao contrário do que acontece em Curitiba, em São Paulo, contudo, a força-tarefa não será exclusiva para a Lava Jato. 
 
"A força-tarefa recém formada se diferencia da conhecida estrutura existente em Curitiba, visto que os procuradores de São Paulo não terão dedicação exclusiva à operação, acumulando seus demais procedimentos. No entanto, a constituição do grupo possibilitará que os membros atuem de maneira mais integrada e colaborativa, podendo haver mais de um procurador responsável por cada caso, agilizando, assim, o andamento dos trabalhos, visto que qualquer um deles pode participar de atos relacionados aos procedimentos", informou o MPF-SP.
 
OS 4 PROCURADORES
 
Participam da força-tarefa 4 procuradores: Thiago Lacerda Nobre, José Roberto Pimenta Oliveira, Anamara Osório Silva e Thaméa Danelon Valiengo. Todos integram o Núcleo de Combate à Corrupção (NCC) da Procuradoria da República em São Paulo.
 
A procuradora Thaméa já é conhecida por ter participado da campanha a favor das 10 medidas anticorrupção do Ministério Público Federal. Os eventos ao lado do procurador estrela da Lava Jato, Deltan Dallagnol, ajudaram a projetá-la e a levaram a inúmeros programas de TV e rádio.
 
Nas redes, a procuradora não esconde a admiração à chamada República de Curitiba, e posa em fotos ao lado de Sergio Moro.
 
Em entrevista recente, comentou os processos que Lula move contra os procuradores do Paraná. Para ela, essa conduta é "normal" quando vem de "pessoas [que] não conseguem se defender dos crimes, porque as provas são tão robustas e maciças."
 
Ela ainda comentou a sentença do triplex, defendendo que o MPF conseguiu provar que o imóvel era de Lula.
 
Sobre os inquéritos de Lula em São Paulo, disse que tudo ainda precisa ser apurado e não antecipou juízo de culpa - contrariando o modus operandi da turma de Curitiba.
(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )